Home / MARKETING / Jornalismo no Facebook ou Facebook para Jornalismo?
Jornalismo no Facebook ou Facebook para Jornalismo?

Jornalismo no Facebook ou Facebook para Jornalismo?

Jornalismo no Facebook ou Facebook para Jornalismo?

Jornalismo e conteúdo publicados no Facebook chamam cada vez mais atenção das empresas. E para uma atuação cooperada visando a manutenção de relevância de ambas as partes, a rede social anunciou uma nova estratégia para intensificar a relação com os veículos de comunicação: “Facebook para Jornalismo”.

O projeto tem como intuito incluir a atuação da rede social em atividades diversificadas voltadas para o fortalecimento do jornalismo, tais como novos produtos, transmissão de vídeos, treinamentos em ferramentas de publicação de mensagens, dentre outros.

A rede social expõe a preocupação em fortalecer a sinergia com a indústria de  notícias através de seu Diretor de Produto, Fidji Simo. Ele afirma que “Sabemos que nossos valores comunitários compartilham e discutem ideias e notícias, e como parte de nosso serviço, nós nos importamos muito com a certeza de que um ecossistema de notícias saudáveis e jornalismo pode prosperar.”

Num momento em que o jornalismo busca alternativas para se reinventar e superar a crise, o Facebook indica que está disposto a auxiliar. Porém, como diz o ditado, “não há almoço de graça”. Muito além de uma ação filantrópica, há interesses de manutenção de poder, controle sobre os conteúdos e concentração de público.

A empresa segue sua explanação “Colaboraremos com organizações de notícias para desenvolver produtos, aprender com os jornalistas sobre maneiras de sermos um parceiro melhor e trabalhar com editores e educadores sobre como podemos equipar as pessoas com o conhecimento de que precisam para ser leitores informados na era digital”.

Os detalhes do programa foram publicados no blog do Facebook na última quarta, 11, conforme detalhes a seguir.

Projeto “Facebook para Jornalismo”

O Projeto foi anunciado com três frentes de atuação:

1) Desenvolvimento colaborativo de produtos de notícias

Colaboração ainda mais profunda com organizações de notícias em todo o espectro, Conectará as equipes de produto e engenharia do Facebook para atuar no processo de desenvolvimento de produtos jornalísticos.

Nesse caso, inclui a busca por novos formatos de narração que atendam as preferências das pessoas. O interesse está em evoluir os formatos atuais – Live, 360, Instant Articles. Outro objeto de análise são as notícias locais e a mídia independente, A empresa acredita que as notícias locais representam um “ponto de partida para o grande jornalismo – que reúne as comunidades em torno de questões que estão mais próximas de casa.” Isso também inclui obter  contribuições de redações e jornalistas possível, numa atuação organizada e sincronizada para moldar as notícias locais no Facebook.

Para atuação assertiva, a empresa promete se manter atenta às atividades de “audição” (ou monitoramento) da rede, desenvolvimento de estudos e análises de engenheiros para soluções de problemas, e também a elaboração de estratégias de colaboração para modelos de negócios emergentes e monetização de parceiros.

2) Treinamento e Ferramentas para Jornalistas

Além do treinamento de redação já oferecido, Facebook conduzirá outras iniciativas como série de cursos de e-learning sobre produtos, ferramentas e serviços para jornalistas. Os treinamentos serão expandidos para nove idiomas, e em parceria com Poynter será lançado um currículo certificado para jornalistas nos próximos meses.

No futuro, a intenção é liberar treinamentos em escala para as redações locais através de colaborações com a Fundação Knight, a Cooperativa de Jornalismo de Detroit, o Instituto para Notícia Sem Fins Lucrativos, o Local Independent News Online (LION), o Instituto de Jornalismo em Novos Meios, o Centro de Meios Cooperativos da Montclair State University e mais.

Sempre atenta ao software, a empresa adquiriu recentemente a CrowdTangle, uma ferramenta para inventar histórias, medir seu desempenho social e identificar influenciadores. Para apoiar as demais ações, o acesso à CrowdTangle se tornará gratuito para os seus parceiros.

3) Treinamento e Ferramentas para Todos

Esse item está relacionado à preocupação com o consumo de notícias pelos usuários da plataforma. A rede social sinaliza que possui intenção de ajudar as pessoas a “receberem informações para que elas possam fazer escolhas inteligentes sobre as notícias lidas – e tenham conversas significativas sobre o que elas querem”.

Para esta linha de atuação, Facebook trabalhará diretamente com jornalistas, educadores e pesquisadores, propiciando atividades voltadas para “News Literacy”. Nisto, a rede social afirma que desenvolverá parceria com organizações para promover a alfabetização de notícias tanto dentro quanto fora da plataforma para ajudar as pessoas a receberem a informação de que precisam para tomar decisões sobre quais fontes são confiáveis.

Ainda nesta linha, Facebook reitera seu compromisso em fazer ajustes na ferramenta e intensificar o monitoramento para reduzir  propagação de fraudes de notícias – incluindo possibilidades das pessoas denunciarem com maior facilidade.

Sobre Moisés Oliveira

Especialista em Marketing Digital, acompanha tendências e oportunidades de Comunicação Integrada. Responsável pela estratégia online e performance de anunciantes em diferentes segmentos, sua atuação em agências de publicidade e veículos de comunicação agrega valor à carreira iniciada na Administração.

Além disso, verifique

Correios irá exigir nota fiscal no despacho de encomendas

Correios irá exigir nota fiscal no despacho de encomendas

Correios irá exigir nota fiscal no despacho de encomendas No início de 2018 trará mudanças …