Home / MARKETING / AdBlocks: aliados ou inimigos?
Adblocks publicidade digital comitê_v

AdBlocks: aliados ou inimigos?

AdBlocks: aliados ou inimigos?

AdBlocks são plugins que bloqueiam os anúncios publicitários considerados indesejáveis ou invasivos. Eles atuam como filtros nos navegadores e são acionados pelos próprios internautas. Diante desta funcionalidade, o grande desafio para a publicidade digital é se tornar ponto de contato conveniente e relevante, evitando a necessidade desta ferramenta.

E não é à toa que o discurso de aprimorar a experiência do usuário vem ganhando força. Para tanto, entre os profissionais da área tem sido recorrente o debate sobre como  agregar valor, desenvolver diálogo e inovar nas peças.

Isto porque o uso de bloqueadores tem sido crescente. De acordo com o IAB, entre os usuários em desktop, 26% utilizam ad blocks. No mobile, a estatística cai para 15%, mas ainda assim é um dado significativo. Em números gerais, o montante global de 21,8 bilhões de dólares corresponde à publicidade digital bloqueada em 2015, conforme estudo “Te cost of ad blocking” (ou o custo dos bloqueadores) da Adobe. E os desafios para os próximos anos só aumentam.

Anúncios online versus AdBlocks

Atentos a este movimento agências de publicidade, associações do setor digital, anunciantes e Google formaram um comitê para análises do cenário e estabelecimento de normas.   Além do interesse óbvio do player de busca, a lista vip conta com a participação dos anunciantes P&G e Unilever, além do veículo The Washington Post e do IAB (Interactive Advertising Bureau).

No total são 17 instituições reunidas com o objetivo de trazer soluções para a publicidade digital que no momento de amplo crescimento enfrenta os primeiros desafios. A proposta é aprimorar a experiência do internauta com a publicidade digital ao possibilitar entrega de anúncios mais amigáveis e menos invasivos.

A medida que a publicidade seja melhor aceita pelo consumidor a tendência é que os adblocks tenham sua importância e adesão minimizadas. Para tanto, a jornada pode ser longa. O grupo prevê que critérios devem ser estabelecidos para o planejamento das ações de publicidade digital visando pontuação dos anúncios a partir da combinação de  fatores diversos que variam desde tempo de carregamento ao uso de criatividade.

A iniciativa está fundamentada na preocupação com a rentabilidade e o crescimento da publicidade digital. Portanto, apesar de ser a base dos estudos, a experiência do usuário acaba sendo uma consequência de um processo que deveria ter sido identificado e iniciado anteriormente, mesmo antes do surgimento dos adblocks.

Observar a receptividade do consumidor é essencial para os fluxos comunicacionais e o efetivo estabelecimento de pontos de contato. Essas são questões que devem ser consideradas como prioridade no planejamento de Marketing e consequentemente, nas ações de mídia.

 

Sobre Moisés Oliveira

Especialista em Marketing Digital, acompanha tendências e oportunidades de Comunicação Integrada. Responsável pela estratégia online e performance de anunciantes em diferentes segmentos, sua atuação em agências de publicidade e veículos de comunicação agrega valor à carreira iniciada na Administração.

Além disso, verifique

Pantene inaugura novo ponto de contato em São Paulo

Pantene inaugura novo ponto de contato em São Paulo

Pantene inaugura novo ponto de contato em São Paulo Pantene aposta em garantir proximidade com …