Home / PESQUISAS / Black Friday 2016: pesquisa inédita
Black Friday 2016: pesquisa inédita

Black Friday 2016: pesquisa inédita

Black Friday 2016: pesquisa inédita

Black Friday de 2016 promete resultados positivos de acordo com pesquisa inédita realizada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Apesar da retração econômica, o estudo reporta que brasileiros pretendem gastar mais na Black Friday de 2016, quando comparado com os dados do ano passado. Cinco em cada dez pessoas pesquisadas pretendem gastar mais, sendo que sete em cada dez brasileiros pretendem comprar algo, com média de gastos 31% superior a 2015.

Apesar do dia promocional estar agendado para 25 de novembro, grandes marcas e serviços já tem preparado suas ações de divulgação para uma das datas mais importantes para o comércio brasileiro. Alguns anunciantes começaram a anunciar os descontos desde do início do mês – vide campanha e estratégia desenvolvida pela Avon.

Em 2015, a Black Friday foi avaliada com nota igual a 8,5 pelos consumidores, com nove em cada dez satisfeitos com as aquisições. Diante do volume de compras, o número de problemas foi apontado por 9%, sendo entrega do produto fora do prazo um dos casos mais recorrentes.

Nesse período, o comércio eletrônico é alvo de críticas, mas com a constante profissionalização do segmento, a tendência é que o consumidor se torne mais experiente com as compras online e mais seletivo no uso desses canais, optando por critérios de segurança e marcas confiáveis. Por outro lado, lojistas e marcas tem buscado aperfeiçoar suas operações para garantir boa experiência de compra, fidelização e pós-venda satisfatório.

Os dados devam ser considerados com ressalvas, pois trata-se de uma previsão. Porém,  é inegável a relevância da ação promocional para o calendário comercial, quando lojas físicas e e-commerce devem estar atentos às perspectivas.

O SPC Brasil entrevistou 828 consumidores de ambos os sexos, acima de 18 anos e de todas as classes sociais, nas 27 capitais brasileiras. Confira a seguir os principais resultados:

Locais de compra

  • Sites serão os preferidos para as compras da Black Friday;
  • Sites de lojas nacionais: 58,9% de intenção;
  • Lojas de shopping center: 40,2% de intenção.

Motivos

  • 74,7% precisam comprar algo, então vão aproveitar os descontos da data para adquirir esse bem;
  • 13,1% vão comprar itens já aproveitando os presentes de Natal;
  • 12,1% não têm uma necessidade, mas vão comprar para aproveitar as promoções;

Gastos

  • A média de intenção de compra é de 3 a 4 produtos;
  • A média de intenção de gastos é de R$ 1.426,13 reais – 31% a mais que em 2015 (já descontando a inflação do período);
  • 42% esperam encontrar descontos de 20% a 40%;
  • 42% esperam encontrar descontos superiores a 40%.

 

Mais comprados

  • Roupas e celulares são os preferidos dos brasileiros nessa data;
  • Roupas (36,9%), celulares/smartphones (31,3%) e calçados (30,6%) serão os mais comprados.

Formas de pagamento

  • 39,1% usarão o cartão de crédito parcelado;
  • 5 meses/parcelas será o tempo médio para quitar a dívida;
  • 26% usarão dinheiro vivo.

Compras na Black Friday

  • 45% dos consumidores vão comprar mais produtos esse ano que em 2015;
  • 69% pretendem fazer alguma compra;
  • 28,1% têm intenção de compra, mas dizem depender dos preços e dos descontos para tomar a decisão;
  • 42% pretendem gastar mais que em 2015.

Sobre Cinthya Oliveira

Mestre em Mídia, Jornalista e Publicitária. Possui interesse em estudos sobre modelos de negócios, processos de produção em mídia e possibilidades de envolvimento do público. Além das atividades em comunicação, desenvolve estudos acadêmicos e contribui com a capacitação de profissionais.

Além disso, verifique

E-commerce com crescimento e otimismo: conheça os principais fatores

E-commerce com crescimento e otimismo: conheça os principais fatores

E-commerce com crescimento e otimismo: conheça os principais fatores E-commerce com previsão de crescimento é …