Home / MARKETING / Burger King faz piada com McDonald’s
burger king dia das bruxas pontos de contato

Burger King faz piada com McDonald’s

Burger King faz piada com McDonald’s

Burger King realizou uma ação inédita para o Dia das Bruxas, fazendo piada com McDonald’s. Para o Halloween nos EUA o mês de outubro é o período de pensar nas fantasias, na decoração e nas brincadeiras.

E seguindo esta tendência, o Burger King se fantasiou de McDonald´s. A piada foi divulgada através de fotos que abrangem desde as estruturas das lojas cobertas com lençol e o nome do concorrente, à embalagem do hambúrguer Whopper vestido de McDonald´s.

Ao abrir a caixa, uma mensagem: “BOOOOOOO!!! Just kidding, we still flame-grill our burgers. Happy Halloween!” que significa “Bu! Brincadeirinha, nós ainda grelhamos nossos hambúrgueres no fogo”. Ou seja, além da embalagem falsa, Burger King faz zueira com o modo de preparo da carne de hambúrguer do McDonalds – preparado na grelha como churrasco.

A piada foi postada na fanpage da agência DAVID The Agency Miami com a mensagem: “The Scariest Burger King in the world” ou “O mais assustador Burguer King no mundo”, rendendo até o momento 3,4 mil reações, mais de 3.400 compartilhamentos e 623 comentários. Em breve, a rede de restaurante BK divulgará vídeo sobre a campanha.

Uma loja Burguer King em Nova York também foi coberta por um lençol em branco – típica fantasia de fantasma, onde as sobrancelhas se assemelham à letra “M” de McDonald’s, além da própria menção de seu concorrente.

Cabe lembrar que publicidade com esta abordagem não é comum no Brasil e, quando realizada, gera rejeição. A cultura local muitas vezes atribui falta de ética às ações desse tipo. Publicidade comparativa e menções dos concorrentes são plausíveis, desde que respeite os aspectos legais e o cuidado para não denegrir a imagem dos produtos ou serviços do outro player.

Portanto, o roteiro e as ações devem ser inteligente, perspicazes e possibilitar que o público se envolva e se divirta com a mensagem. O artigo 32 do Código Brasileiro de Auto-Regulamentação Publicitária do CONAR (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária), possui a seguinte redação:

“Tendo em vista as modernas tendências mundiais – e atendidas as normas pertinentes do Código da Propriedade Industrial, a publicidade comparativa será aceita, contanto que respeite os seguintes princípios e limites:

  1. a) seu objetivo maior seja o esclarecimento, se não mesmo a defesa do consumidor;
  2. b) tenha por princípio básico a objetividade na comparação, posto que dados subjetivos, de fundo psicológico ou emocional, não constituem uma base válida de comparação perante o Consumidor;
  3. c) comparação alegada ou realizada seja passível de comprovação;
  4. d) em se tratando de bens de consumo a comparação seja feita com modelos fabricados no mesmo ano, sendo condenável o confronto entre produtos de épocas diferentes, a menos que se trate de referência para demonstrar evolução, o que, nesse caso, deve ser caracterizado;
  5. e) não se estabeleça confusão entre produtos e marcas concorrentes;
  6. f) não se caracterize concorrência desleal, denegrimento à imagem do produto ou à marca de outra empresa;
  7. g) não se utilize injustificadamente a imagem corporativa ou o prestígio de terceiros;
  8. h) quando se fizer uma comparação entre produtos cujo preço não é de igual nível, tal circunstância deve ser claramente indicada pelo anúncio.”

Sobre Moisés Oliveira

Especialista em Marketing Digital, acompanha tendências e oportunidades de Comunicação Integrada. Responsável pela estratégia online e performance de anunciantes em diferentes segmentos, sua atuação em agências de publicidade e veículos de comunicação agrega valor à carreira iniciada na Administração.

Além disso, verifique

Pantene inaugura novo ponto de contato em São Paulo

Pantene inaugura novo ponto de contato em São Paulo

Pantene inaugura novo ponto de contato em São Paulo Pantene aposta em garantir proximidade com …